Med Summit 2017

5.ª edição do BIG Smart Cities apresenta Cascais como primeira cidade experimental para start-ups

Competição promovida pela Vodafone e pela Ericsson vai permitir testar novas tecnologias em ambiente real

Acredita Portugal

Versão para impressão
Já abriram as candidaturas para a 5.ª edição da competição de empreendedorismo promovida pela Vodafone e pela Ericsson,o BIG Smart Cities, que este ano traz uma grande novidade: a criação da primeira cidade experimental para start-ups no município de Cascais, onde os empreendedores nacionais vão poder testar, em ambiente real, as suas soluções tecnológicas para as cidades inteligentes do futuro.

Criado com o objetivo de descobrir e apoiar ideias de negócio de base tecnológica que melhorem o dia-a-dia de quem vive, visita e/ou trabalha nos grandes centros urbanos, ao longo das edições passadas do BIG Smart Cities foi-se tornando cada vez mais evidente a necessidade de criar uma ponte entre as start-ups e as cidades, facilitando a implementação destas soluções.

Cascais surgiu, assim, na linha da frente para se tornar o anfitrião desta experimentação, abrindo as portas do seu município para receber as mais variadas soluções smart das start-ups nacionais. Numa primeira fase, serão os vencedores do BIG Smart Cities a ter acesso a esta vantagem, facultando-se depois a adesão a outros projetos cuja tecnologia desenvolvida contribua para dar resposta aos desafios que as cidades modernas hoje mais enfrentam, sejam eles de ordem demográfica, territorial ou climatérica, bem como de partilha e gestão de recursos naturais (hídricos, energéticos, aquecimento global) e humanos (envelhecimento da população, exclusão social).

Esta parceria entre a Vodafone, a Ericsson e a Câmara Municipal de Cascais marca, também, o início da construção de uma Rede Nacional de Cidades Experimentais dinamizada pelo BIG Smart Cities. Este movimento pretende simplificar o acesso das start-ups a ambientes reais, onde as mesmas possam testar as suas tecnologias de forma mais ágil.

Comentários

comentários

Premio Startup Montenegro 2017

Artigos relacionados