Abertas as candidaturas para a 5ª edição do Programa de Aceleração da Startup Braga  

SBS StartupBraga Fund tem um milhão de euros disponíveis para investir nas start-ups do ecossistema

Versão para impressão

O Programa de Aceleração da Startup Braga está de volta e traz novidades. Mantendo uma ligação muito próxima ao tecido industrial e empresarial nacional e internacional e com base na experiência dos quatro programas de aceleração anteriores, a Startup Braga introduz nesta quinta edição um novo formato: 10 ‘bootcamps’ focados nos principais passos e tarefas a resolver pelas equipas que querem transformar as suas tecnologias em produtos com modelos de negócio de ambição internacional. As candidaturas à nova edição encontram-se abertas, sendo que o programa tem início a 30 de janeiro de 2018.

As novidades desta edição continuam: O veículo de investimentos SBS StartupBraga – que tem um milhão de euros disponíveis para investir em startups – irá fazer investimentos pre-seed nas melhores start-ups do 5º programa de aceleração que cumpram os requisitos de investimento, dando uma importante referência de qualidade aos restantes investidores do ecossistema nacional.

O sucesso de start-ups como a Swordhealth, a Nuada, a Wondercover, a Nutrium ou a Mindprober, que passaram pelos programas de aceleração anteriores, permitiu à equipa da Startup Braga compreender de que forma deve evoluir o formato do programa de aceleração para ser ainda mais assertivo no seu contributo.

Nas palavras de Carlos Oliveira, presidente da Startup Braga, este programa é “um verdadeiro impulsionador de talento e conhecimento, que visa ajudar as start-ups a testar e afinar o seu modelo de negócio com objetivos muito claros no apoio às vendas e marketing, em particular em mercados internacionais.”.

Neste sentido, além dos 10 ‘bootcamps’ temáticos liderados por reputados especialistas internacionais, as startups selecionadas para os quatro meses do  programa de aceleração terão acesso a uma rede nacional e internacional de parceiros, mentores, investidores, startups e scaleups. As startups selecionadas podem contar com o acesso a um local para trabalhar, tanto em escritório, como em laboratório, para que evoluam no desenvolvimento dos seus produtos e na sua abordagem ao mercado.

Além disso, as parcerias estratégicas com empresas e instituições, como o INL, a Escola de Medicina da Universidade do Minho ou a Microsoft, conferem um fator extra de confiança e credibilidade ao programa, permitindo às startups o acesso aos melhores mentores e parceiros para os ajudar a crescer. Estas colaborações permitem ainda posicionar Braga como um hub preferencial para o desenvolvimento de produtos ligados à economia digital, à nanotecnologia e às tecnologias médicas.

 Os empreendedores interessados em participar neste programa poderão apresentar a sua candidatura a partir de hoje e até ao próximo dia 5 de dezembro, data em que encerra o período de inscrições. As candidaturas são feitas online aqui.

Comentários

comentários

Artigos relacionados