As duas faces da mesma moeda…procura e oferta em TI

O facto de a oferta ser superior à procura leva a que as empresas tenham de inovar e criar oportunidades que aportem valor aos jovens talentos. A Academia Glintt é sinónimo disso mesmo!

Versão para impressão
– Se és licenciado em TI: Que tipo de empresa procuras?

– Se é caça talentos (mais conhecido como RH recruiter): Qual o seu plano para captar e reter talento em TI quando a oferta é superior à procura?

O setor das TI conhece hoje em Portugal uma dinâmica muito elevada no que à contratação diz respeito, fazendo com que a maior dificuldade seja mesmo recrutar. Apesar de haver uma preocupação em reforçar ou aumentar o número de vagas e cursos nestas áreas, a percentagem de licenciados é ainda manifestamente insuficiente para dar resposta à quantidade de solicitações. Perante isto, assiste-se a uma dinâmica caça ao talento.

Este desequilíbrio entre a oferta e a procura, resulta numa situação em que quem tem este tipo de background tanto académico como profissional, acaba por ser alvo de um aliciamento constante e os critérios para mudar de projeto acabam por ser analisados muito para além da mera questão económica. Para atrair talento, temos que assegurar que conseguimos apresentar um projeto profissional integrado, sólido e com possibilidade de progressão.

Estamos verdadeiramente empenhados em atrair e desenvolver talento e em poder oferecer um projeto profissional com margem de progressão e planos de carreira. Queremos fazer uma aposta constante no desenvolvimento e permitir que as nossas pessoas tenham contacto com tecnologias inovadoras e usem de autonomia e flexibilidade para poderem crescer. Tudo fazemos para que todas as nossas pessoas possam ter um elevado nível de competências técnicas, que sejam reconhecidos pelo mercado e pelos nossos clientes, para que dessa forma consigam responder aos desafios que nos são apresentados. Face à aposta que a Glintt tem vindo a fazer na área internacional, damos sempre que possível a oportunidade de as nossas pessoas terem experiências além-fronteiras. Procuramos também atender, na medida do possível, à vontade que os nossos colaboradores possam ter em transitar para outras áreas ou funções dentro da nossa organização.

A Academia Glintt é uma importante iniciativa e, em parte, vem dar resposta a estes desafios. É um programa de trainees transversal a todas as áreas da empresa, que procura replicar o nosso modus operandi. O que pretendemos com este programa é atrair e desenvolver talento, não só através de formação em conteúdos específicos aos quais os alunos não têm à partida acesso nas faculdades, mas também pelo contacto com os nossos projetos. Este contacto com a realidade pretende-se que seja feito de forma acompanhada e progressiva.

O plano da Academia Glintt 2017 está definido para que os alunos possam ter a perceção da nossa realidade como um todo e não apenas de uma área específica. Queremos que possam ter contacto com as diferentes áreas de conhecimento da empresa e ao longo do programa vão ser estimulados/desafiados a desenvolverem competências e métodos de trabalho para serem ainda melhores, para terem perfis mais completos e mais capazes. Desta forma, acreditamos que promovemos ativamente o enriquecimento das competências dos trainees, que conseguirão assim responder aos crescentes desafios do mercado. Conseguimos também promover, desde o primeiro momento, a criação de sinergias entre as diferentes áreas da empresa e mostrar as várias possibilidades de progressão que cada um poderá ter nesta grande equipa.

Acreditamos que este é um investimento que aporta valor aos nossos trainees, a todos os nossos profissionais que se envolvem nesta iniciativa, e que ao mesmo tempo torna a nossa empresa mais forte.

 

Comentários

comentários

Artigos relacionados

Burlas em vendas online. Uso abusivo de dados de cartões de crédito. Phishing bancário. Criação de perfis falsos em redes sociais. Acessos ilegítimos a sistemas informáticos. Também os recentes ataques informáticos que ocorreram um pouco por todo o mundo confirmam que o cibercrime veio para ficar e será cada vez mais sofisticado, colocando este tema na agenda de governos, empresas e instituições.