Bancos dão conselhos sobre segurança online aos portugueses

Através do telefone, do tablet ou do computador, o acesso à internet durante os dias de férias aumenta e com ele devem aumentar também os cuidados de segurança.

Versão para impressão
A sugestão é dada pela Associação Portuguesa de Bancos (APB) numa campanha de Natal que aponta alguns cuidados que os internautas devem ter, se quiserem prevenir problemas de segurança, como tentativas de fraude dos dispositivos móveis.

A APB, que conta com os principais bancos que atuam em Portugal como associados, relaciona a campanha com o aumento dos acessos à internet durante a época natalícia, seja por lazer, para fazer compras online ou para consultar contas bancárias.

“Saber identificar os sinais de perigo e tomar as precauções necessárias para assegurar a segurança do seu aparelho, da informação nele contida e dos seus dados pessoais é fundamental”, refere a associação ao site de notícias SAPOTEK.

Dificultar o acesso indevido ao smartphone ou tablet, suspeitar de e-mails, chamadas ou SMS que peçam uma ação imediata, instalar apenas aplicações disponibilizadas por fornecedores confiáveis, instalar um antivírus para smartphones e tablets ou ter atenção a pedidos de dados suspeitos no acesso ao homebanking – feitos através de páginas falsas que têm aparência idêntica à do site verdadeiro – são apenas algumas das advertências desta campanha.

A campanha surge numa altura em que as empresas de segurança publicam o balanço do ano relativamente às ameaças informáticas. O da Kaspersky Lab aponta para tendências como o comércio ilegal de dezenas de milhares de dados roubados, a invasão dos sistemas de terminais multibanco, e a corrupção de serviços de pagamentos móveis através de malware e ransomware.

A Check Point, por sua vez, refere o phishing como o tipo de ataque que mais cresceu – mais concretamente 80% – algo que deverá continuar a acontecer no próximo ano.

Comentários

comentários

Premio Startup Montenegro 2017

Artigos relacionados