Biotecnológica reforça liderança na área das doenças raras com nova aquisição

Shire Portugal reforça liderança nas doenças raras com aquisição da farmacêutica Baxalta e abre novo escritório em Lisboa

Versão para impressão
Empenhada em continuar a responder às necessidades das pessoas com doenças raras, a Shire Portugal reforçou recentemente a sua posição de liderança na área das doenças raras através da formalização da aquisição da farmacêutica Baxalta, a maior compra que a Shire já realizou. Através desta integração, adquiriu três novas áreas terapêuticas (hematologia, imunologia e oncologia), aumentou os programas de Investigação & Desenvolvimento, expandiu o pipeline clínico e mais do que triplicou, internacionalmente, o número de colaboradores. Consequentemente, com o crescimento da estrutura organizacional e vontade de estar mais próxima dos seus parceiros, a Shire celebra hoje a inauguração de um novo escritório na Avenida da Liberdade, em Lisboa.

A inauguração do novo escritório sublinha o compromisso da Shire em gerar um impacto real e positivo na qualidade de vida das pessoas que têm doenças com significantes necessidades médicas por responder. “Estima-se que, no total, as doenças raras podem afetar 30 milhões de cidadãos da União Europeia. Com o nosso forte pipeline, mais de 40 programas clínicos em curso e a perspetiva de lançar mais de 30 medicamentos inovadores até 2020, em todo o mundo, estou muito otimista sobre as futuras oportunidades de impactar, de forma real e positiva, a vida de pessoas com doenças raras em Portugal” refere Carla Benedito, nova Diretora Geral da Shire.

A nova localização aproxima a Shire dos seus parceiros, motivando a oportunidade de fortalecer relacionamentos com os institutos de investigação, os especialistas em saúde, as associações de doentes e com as entidades reguladoras e governamentais. Carla Benedito, líder da empresa em Portugal, acredita que “Só juntos podemos fazer a diferença”, justificando que “urge uma verdadeira necessidade de trabalhar em parceria para chegar a mais pessoas que vivem com doenças raras, melhorar o acesso a informação e a cuidados de saúde”.

Esta aquisição espelha a contínua estratégia de análise de oportunidades de negócio que possam trazer valor efetivo para a saúde das pessoas que têm doenças raras. Assim, a Shire mantém-se e investe em Portugal, cativa e retém talento, continua a apostar no investimento em inovação e colaboração e, afirma-se enquanto líder biotecnológico na área das doenças raras.

Comentários

comentários

Artigos relacionados