Blue Startups investe em Youcanevent

A aposta permite a expansão em novos mercados

Versão para impressão
A Youcanevent foi selecionada para o programa de aceleração Cohort#9 promovido pela Blue Startups , que inclui um investimento de 100 mil dólares.

Num total de cerca de 1000 candidaturas a nível mundial, só dez têm lugar no prestigiado programa de aceleração, que terá início já no dia 17 de abril, com uma cerimónia de abertura no Hawaii e termina a 21 de julho, em São Francisco.

Um dos motivos da seleção da Youcanevent, diz Chenoa Farnsworth (Diretora da BlueStartups), foi que “compreendemos perfeitamente o problema que a Youcanevent se propõe a resolver e queremos consolidar nas cidades de San Francisco e Honolulu e daí escalar para o resto do mundo” acrescentando ainda que o portfólio de clientes como “marcas como Mary Kay, Primark, TEDx, Vancouver Economic Commission e Microsoft terem trabalhado com a Youcanevent e ouvir feedback tão positivo é mais uma prova da qualidade e capacidade por de quem está por detrás do projeto.”

Na perspetiva do cofundador & CEO António Trincão “este é um passo importantíssimo para nós pois com os 100 mil dólares de investimento vai permitir-nos ter ainda mais clientes, recursos e networking para expandir a Youcanevent nos maiores mercados da indústria de eventos e entretenimento”. O objetivo após o programa será angariar nova ronda de investimento para a Youcanevent abrir os seus HeadQuarters entre Los Angeles, Nova Iorque ou San Francisco (maiores cidades com volume de eventos a nível mundial).

O CEO acrescenta ainda que esta oportunidade permitirá ter mais ferramentas para consolidar o mercado Europeu, continuando com o objetivo de atingir os 450 mil euros de faturação até ao fim do ano de 2017.

“O nosso escritório na Startup Lisboa continuará aberto com a presença de uma equipa de sales liderada pelo co-founder & COO João Raminhos”.

A equipa enfrentará agora um período de expansão repartindo-se por território português e americano, esperando um crescimento de pelo menos 250% até ao fim do ano de 2017.

Comentários

comentários

Artigos relacionados