Bruxelas quer mais unicórnios na Europa

2,1 mil milhões para start-ups

Versão para impressão
A Comissão Europeia lançou o programa Venture EU, que promove a criação de capitais de risco com dimensão capazes de financiar empresas que se tornem unicórnios.

Vão ser disponibilizados 410 milhões de euros para ajudar a criar capitais de risco com dimensão no mercado europeu. O objetivo é que esse dinheiro financie fundos que entrem em capitais de risco, que investirão em empresas. No total serão 2,1 mil milhões de euros se juntarmos as comparticipações privadas e públicas.

A Comissão Europeia explica que se associa ao Fundo Europeu de Investimento para lançar um programa que “estabelece um fundo de fundos de capitais de risco pan-europeu (Venture EU) para estimular o investimento em empresas inovadoras em fase de arranque e em expansão em toda a Europa”.

O vice-presidente da Comissão Europeia responsável pelo emprego, crescimento, investimento e competitividade, Jyrki Katainen, diz acreditar que “com o Venture EU, muitos empresários inovadores da Europa conseguirão em breve obter o investimento de que necessitam para inovarem e terem êxito à escala global”.

Para Bruxelas a Europa é deficitária em fundos de capital de risco com dimensão. “Os fundos de capital de risco na Europa são demasiado pequenos – 65 milhões de euros em média, contra 156 milhões de euros nos Estados Unidos”.

Carlos Moedas, responsável pela investigação, ciência e inovação, afirma que o Venture EU “proporcionará novas fontes de financiamento” e que  “este mecanismo de investimento vai permitir às empresas europeias inovadoras encontrar dentro da UE os financiamentos que eram tradicionalmente obrigadas a encontrar fora da UE”.

No comunicado pode ler-se ainda que “o Venture EU vai ser gerido por seis profissionais e experientes gestoras de fundos sob supervisão da Comissão e do FEI, assegurando uma abordagem real ao mercado”.

Comentários

comentários

Artigos relacionados