Cerâmica feita com cinzas humanas é a mais nova forma de preservar a lembrança de quem faleceu

Perder um ente querido é sempre um evento triste e doloroso, mas o designer americano Justin Crowe criou uma maneira diferente de preservar a lembrança de pessoas e animais queridos que faleceram. Ele é o fundador da Chronicle Cremation Designs, que produz cerâmica utilizando cinzas de cremação.

Versão para impressão
Ainda que pareça macabro à primeira vista, a intenção é estimular a conversa sobre o que significa a morte e a lembrança. Enquanto alguns preferem enterrar seus pessoas e animais falecidos, outros optam pela cremação. Uns guardam as cinzas e outros as espalham, então por que não transformá-las em belas peças?

Cada lote de esmalte produzido com as cinzas é suficiente para a confecção de até 25 peças como canecas e garrafas, pingentes ou o que o cliente desejar. Os primeiros testes foram feitos com ossos comprados pela internet, mas a trajetória do designer se iniciou com a morte de seu avô, que o impactou e mudou sua perspectiva sobre a vida.

A ideia inovadora de Justin permite que se “possa tomar café todas as manhãs com as memórias da sua avó ou despertar histórias em jantares de família a partir de uma tijela na mesa”. Não há certo ou errado na atitude de cada um diante do luto. Integrar as cinzas de alguém na cerâmica é uma maneira inovadora de recordar, criar uma espécie de “imortalidade”. E você, como lida com o luto?

// https://cremationdesigns.comrodape_natasha2

  *Artigo escrito em Português do Brasil

Comentários

comentários

Artigos relacionados