Med Summit 2017

Clusters e polos de competitividade e tecnologia nacionais

Conheça os polos de competitividade e tecnologia e os clusters de Norte a Sul do país

Acredita Portugal

Versão para impressão

NORTE

Addict – Cluster das Indústrias Criativas do Norte de Portugal

Objetivos: Tornar a região Norte do país favorável à criação, produção e distribuição de cultura e criatividade. Apoia organizações privadas e/ou públicas e profissionais ligadas às artes performativas, edição, património, arquitetura e urbanismo, design e publicidade, cinema, vídeo e audiovisual, artes visuais e antiguidades, televisão e rádio, música e software.captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-34-40

Quando Abriu: 2008

Número de associados:71

Curiosidades: Fundado pela Fundação de Serralves, Casa da Música, Porto Vivo – Sociedade de Reabilitação Urbana, Associação Comercial do Porto, AEP – Associação Empresarial do Porto, Fundação da Juventude, ANJE – Associação Nacional de Jovens Empreendedores, Universidade Católica Portuguesa, Universidade do Porto e Universidade de Aveiro

// www.addict.pt

ADVID – Cluster dos Vinhos da Região do Douro

captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-34-49Objetivos: Modernizar a viticultura e contribuir para o aumento da rentabilidade das vinhas da Região Demarcada do Douro, preservando a sua sustentabilidade.

Quando Abriu: 1982

Número de associados: 204

Curiosidades: A qualidade da vinha da região do Douro é reconhecida há mais de 250 anos.

// www.advid.pt

AIFF – Associação para a Competitividade das Indústrias da Fileira Florestal

Objetivos: Entidade dinamizadora do polo de competitividade e tecnologia das indústrias de base florestal que aposta na redução da emissão de gases de efeito de estufa, na biomassa e nos subprodutos lenhosos, além de ajudar a qualificar a mão-de-obra intensiva e tradicional.captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-34-57

Quando abriu: 2009

Número de associados: 28

Curiosidades: Um terço do território nacional é floresta – o eucalipto, o pinheiro e o sobreiro são as espécies mais relevantes da floresta portuguesa, criando produtos como a pasta e papel, a cortiça, e os painéis de madeira – uma importante fatia das exportações portuguesas.

// www.aiff.org.pt

Cluster do Mobiliário

captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-35-10Objetivos: Tem como missão aumentar 20% as exportações do mobiliário português.

Quando Abriu: 2015

Número de associados: 80

Curiosidades: O setor do mobiliário faz parte da fileira da madeira, responsável por 12% do PIB industrial, 9% do emprego industrial e 12% do total das exportações nacionais. A Associação para o Polo de Excelência e Inovação das Empresas de Mobiliário em Portugal resulta da parceria entre os municípios de Paços de Ferreira (Capital do Móvel) e Paredes (Rota dos Móveis) e respetivas associações empresariais.

// www.clusterdomobiliario.com

Health Cluster Portugal

Objetivos: O Polo de Competitividade da Saúde procura transformar Portugal num player competitivo no âmbito da investigação, desenvolvimento, fabrico e comercialização de produtos e serviços ligados à saúde.captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-35-20Quando abriu: 2008

Número de associados: 158

Curiosidades: Os seus associados criaram 21 600 empregos, investiram 127 M€ em I&D e registaram 2160 teses de doutoramento.

// www.healthportugal.com

Oceano XXI – Cluster do Conhecimento e da Economia do Mar

captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-35-28Objetivos: Atua nas áreas de portos, logística e transportes marítimos; náutica de recreio; pescas, aquicultura e indústria do pescado; energia, minerais e biotecnologias marinhas; indústrias navais; obras e serviços marítimos; defesa e segurança; ambiente, ensino, formação e I&DI. Procura empreender, desenvolver, inovar e modernizar as empresas e os procedimentos ligados à economia do mar. Também é responsável por alcançar novos conhecimentos e tecnologias aplicadas ao mar e apoiar a internacionalização do setor.

Quando Abriu: 2015

Número de associados: 135

Curiosidades: Portugal tem a 11ª maior zona económica exclusiva no mundo e a 3ª maior da UE. O que é 15 vezes a área de Portugal continental.

// www.oceano21.org

captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-35-36Polo das Indústrias de Refinação, Petroquímica e Química Industrial

Objetivos: Integração infraestrutural do polo, promovendo as relações entre empresas do setor; substituição de importações; criação de massa crítica e centros de I&DT; atração de profissionais altamente qualificados; desenvolvimento ambiental sustentável; aceitação de comunidades locais e atração de empresas internacionais.

Quando Abriu: 2008

Número de associados: 29

Curiosidades: Polo dinamizado pela AIPQR – Associação das Indústrias da Petroquímica, Química e da Refinação.

// www.aipqr.pt

Polo da Mobilidade

captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-35-46Objetivos: Promovido pelo CEiiA – Centro de Engenharia para Inovação da Industria Automóvel, tem como missão o desenvolvimento de atividades de inovação e tecnologia para uma mobilidade mais sustentável.

Quando abriu: 1999

Número de parceiros: 40

Curiosidades: O Sistema mobi.me, voltado para a mobilidade inteligente e smart cities recebeu o Prémio Inovação na Green Business Week 2015. Foi apresentado durante a COP21, em Paris (França) e já está a administrar o serviço de partilha de scooters elétricas em Barcelona.

// www.pctdamobilidade.com

Portugal Fashion Cluster – Associação Polo de Competitividade da Moda

captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-36-02Objetivos: Responsável pela promoção e desenvolvimento do setor têxtil, do vestuário, calçado e ourivesaria nacionais. A campanha de promoção da imagem dos criadores e fabricantes portugueses “Fight for Fashion”, qualificação e formação, competitividade responsável, criação do Instituto Português da Moda, o projeto de I&DT “Fashion for the Future” e o projeto de componente tecnológica, IMATEC são algumas das estratégias levadas a cabo por este cluster.

Quando abriu: 2008

Número de associados: 26

Curiosidades: APCM – Associação Polo de Competitividade da Moda foi constituída por em 2008, mas só em 2009 foi reconhecida como Polo de Competitividade e Tecnologia pelo Ministério da Economia.

// www.polodamoda.pt

Portugal Foods – Polo de Competitividade e Tecnologia Agroalimentar

captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-36-10Objetivos: Reforço da competitividade das empresas do setor agroalimentar através do aumento do seu índice tecnológico, promovendo a produção, transferência, aplicação e valorização do conhecimento orientado para a inovação, bem como promover a internacionalização das empresas do setor através da sua capacitação para a internacionalização e na identificação e captação de oportunidades.

Quando abriu: 2009

Número de associados: 136

Curiosidades: Em 2014 este polo foi distinguido com o 1º Prémio Nacional na categoria de Apoio à internacionalização das empresas nos Prémios Europeus de Promoção Empresarial.

// www.portugalfoods.org

PRODUTECH – Polo das Tecnologias de Produção

Objetivos: Cooperação, inovação, desenvolvimento sustentável e internacionalização da fileira nacional das tecnologias de produção – fabricantes de máquinas, equipamentos e sistemas, integradores de sistemas, empresas de desenvolvimento de aplicações informáticas, empresas de engenharia e consultoria industrial, entre outros.captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-36-58

Quando Abriu: 2008

Número de associados: 106

Curiosidades: Polo ativo na digitalização da indústria nacional (e europeia), marcando presença em eventos internacionais sobre fábricas do futuro, indústria 4.0, etc…

// www.produtech.org

CENTRO

AED Portugal – Cluster da Aeronáutica, Espaço e Defesa

captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-37-06Objetivos: O promotor deste cluster é a Associação Nacional de Aeronáutica, Espaço e Defesa (AED). Está assente no crescimento do transporte aéreo, na inclusão de tecnologias de base espacial no quotidiano e na proliferação de tecnologias de duplo-uso na economia nacional.

Quando abriu: 2015

Número de associados: 70

Curiosidades: Atualmente este setor cresce dois dígitos, emprega 19 mil pessoas e gera um volume de negócios de 1,72 mil milhões de euros, dos quais 87% são exportação. Em outubro decorreu o AIR DAY, evento que juntou empresas e investigadores da aeronáutica nacional e internacional.

// www.aedportugal.pt

Ageing@Coimbra                                                                                                                    

captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-37-13Objetivos: consórcio que pretende valorizar o papel do idoso na sociedade e a aplicação de boas práticas para o seu bem-estar geral e para um envelhecimento ativo e saudável.

Quando abriu: 2013

Número de associados: 60

Curiosidades: A Região Centro de Portugal é uma das 32 regiões de referência para o Envelhecimento Ativo e Saudável reconhecidas pela Comissão Europeia, a única em Portugal.

// www.ageingcoimbra.pt

AgroCluster Ribatejo – Cluster Agroindustrial

captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-37-20Objetivos: Cluster do setor agroindustrial do Ribatejo, Alentejo e Oeste, em especial, nos seguintes subsetores: produtos cárneos; frutos e produtos hortícolas; produção de óleos e gorduras animais e vegetais; arroz; bebidas; serviços associados.

Quando abriu: 2009

Número de associados: 108

Curiosidades: Já apoiou várias estratégias de internacionalização (feiras internacionais, receção de importadores e missões empresariais, totalizando mais de 600.000 € de exportações para o Brasil, Equador, EUA, Dubai e Alemanha.

// www.agrocluster.com

Centro Habitat – Cluster Habitat Sustentável                                                                                                            

Objetivos: A sua estratégia engloba três projetos de ação: internacionalização e negócios; eco inovação e fomento industrial nas fileiras dos materiais, da construção e imobiliário e outros fornecedores de bens e equipamentos para territórios e cidades sustentáveis.captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-37-27

Quando abriu: 2009

Número de associados: 152

Curiosidades: Lançou em 2013 o sistema de registo de declarações ambientais de produtos para o habitat (www.daphabitat.pt) para uso eficiente de recursos.

// www.centrohabitat.net/pt

EnergyIN – Polo de competitividade e Tecnologia da Energia                                                                                                         

captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-37-38Objetivos: Criar sinergias entre empresas do setor energético estabelecidas em Portugal com entidades do SCTN para melhorar a competitividade dessas empresas, focando-se nas energias renováveis e eficiência energética.

Quando abriu: 2008

Número de associados: 13

Curiosidades: Além de abordar as áreas da eficiência energética, energias solar e eólica, a EnergyIn também se centra em estudos sobre combustíveis não-fósseis para uma mobilidade sustentável, na biomassa, hidrogénio e armazenamento de energia.

// www.energyin.pt

Engineering & Tooling captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-37-43                                                                                     

Objetivos: como o cluster que integra as indústrias de moldes, ferramentas especiais e de plásticos, pretende desenvolver, produzir e integrar os moldes e novas ferramentas e maquinarias numa cadeia alargada para os mercados automóvel, aeronáutico, saúde, energia e ambiente, eletrónica e embalagens.

Quando abriu: 2008

Número de associados: 70

Curiosidades: Com a criação da marca coletiva “Engineering & Tooling from Portugal”, as exportações crescerem 40% em 2012.

// www.toolingportugal.com

InovCluster- Associação do Cluster AgroIndustrial do Centro                                                                                             

captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-37-49Objetivos: contribuir para a afirmação nacional, ibérica e europeia da Região Centro como um território líder no setor agroalimentar, suportado na singularidade e na qualidade dos seus agro-recursos e dos seus produtos.

Quando abriu: 2009

Número de associados: 177

Curiosidades: O setor agroalimentar em Portugal representa 20% da indústria transformadora; é constituído por 10.500 empresas, emprega 104.000 pessoas e representa um volume de negócios de 14.600 milhões de euros.

// www.inovcluster.pt

TICE.PT – Polo das Tecnologias de Informação, Comunicação e Eletrónica                                                                                                

captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-37-58Objetivos: Construir uma plataforma que mobilize os principais atores das TICE nos processos de inovação, I&DT, transferência de conhecimento, produção, comercialização de produtos, serviços e internacionalização para tornar Portugal numa grande referência mundial nesta área até 2020.

Quando abriu: 2008

Número de associados: 54

Curiosidades: Criou a Plataforma 560 In Business (www.560inbusiness.pt) que integra informação sobre os produtos e serviços portugueses e ainda sobre a diáspora portuguesa e em breve irá integrar dados sobre o Sistema Científico e Tecnológico Nacional (SCTN).

// www.tice.pt

SUL

Cluster da Pedra Natural

captura-de-ecra-2016-10-27-as-12-38-06Objetivos: A internacionalização, sustentabilidade e competitividade do setor da pedra natural através de projetos estratégicos que englobam a valorização da pedra, a sustentabilidade ambiental da indústria extrativa e o INOVSTONE – novas tecnologias para a competitividade da pedra.

Número de associados: 34

Curiosidades: criaram a marca da pedra natural portuguesa – STONE.PT e desenvolveram novos sistemas de extração e transformação de pedra natural, bem como novos produtos arquitetónicos.

// www.valorpedra.pt

Em 2009 estes polos foram reconhecidos como Estratégias de Eficiência Coletiva (EEC)

Comentários

comentários

Premio Startup Montenegro 2017

Artigos relacionados

Se tem uma invenção que quer patentear, mas não sabe se alguém já teve a mesma ideia, é fundamental consultar a informação tecnológica disponível. As bases de dados de patentes são um recurso precioso para descobrir se a sua invenção é única, a par da literatura especializada.