Fundação da Juventude reúne os 100 melhores projetos de ciência e investigação juvenil no Centro de Congressos da Alfândega do Porto

Fundação da Juventude reúne na 12ª Mostra Nacional de Ciência os 100 melhores projetos, os quais envolvem 265 jovens cientistas e 64 professores de 41 instituições de ensino

Versão para impressão

Bioeconomia, Biologia, Ciências da Terra, Ciências do Ambiente, Ciências Médicas, Ciências Sociais, Economia, Engenharias, Física, Informática e Ciências da Computação, Matemática e Química são as categorias dos 100 melhores projetos que este ano estão em destaque na 12ª Mostra Nacional de Ciência que se realiza de 31 de maio a 2 de junho no Centro de Congressos da Alfândega, no Porto, numa coorganização da Fundação da Juventude, da Ciência Viva – Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica e o Município do Porto. São 265 jovens coordenados por 64 professores dão a conhecer os projetos que podem valer 5.000€ em prémios e a oportunidade de participarem nos mais variados certames internacionais.

Mostra Nacional de Ciência: Uma das maiores a nível Europeu e com o Alto Patrocínio de Sua Excelência O Presidente da República

A Mostra Nacional de Ciência, que assinala este ano a sua 12ª edição, é já considerada uma das maiores a nível Europeu. É a partir deste encontro de ciência que a própria Fundação da Juventude, enquanto promotora do Concurso de Jovens Cientistas e da Mostra Nacional de Ciência, seleciona os projetos destinados a representar Portugal em competições europeias e internacionais de ciência, como seja a Final Europeia e a Intel ISEF.

Para Francisco Maria Balsemão, Presidente da Fundação da Juventude, «é importante que se apoie e se fomente o desenvolvimento científico em Portugal, o qual estes jovens provam que pode e deve começar nas escolas. Apesar de sermos um país pequeno, já alcançámos uma quota de participação significativa, nas competições europeias e internacionais, ainda na semana passada, um dos projetos Portugueses que participou nos EUA na Intel ISEF obteve o 2º lugar a nível mundial».

Como explica o Presidente da Fundação da Juventude, «é através de iniciativas como o Concurso para Jovens Cientistas que a Fundação da Juventude tem premiado o mérito e a investigação científica. Este esforço é reconhecido pelos prémios obtidos em participações internacionais».

A avaliação e a seleção dos trabalhos cabe a um Júri designado pela Ciência Viva, o qual integra professores e investigadores de reconhecido mérito das diferentes áreas científicas envolvidas. Os projetos selecionados para a 12ª Mostra Nacional de Ciência, que decorre de 31 de maio a 2 de junho, no Centro de Congressos da Alfândega do Porto, podem ser consultados em www.fjuventude.pt

Comentários

comentários

Artigos relacionados