IT desenvolve tecnologia de rede para monitorização de bombeiros

“VR2Market” visa medir os sinais vitais destes profissionais e fornecer informação à cadeia de comando para uma melhor gestão de equipas

Versão para impressão

Prestar serviços de primeiros-socorros seguros, confiáveis e eficientes em cenários de emergência. É este o objetivo primordial da nova tecnologia desenvolvida no Instituto de Telecomunicações (IT), em parceria com o INESC TEC, o IEETA, a Biodevices e o Robotics Institute from Carnegie Mellon University. “VR2Market” é o nome do projeto que, através de uma tecnologia “que se veste”, permite medir os sinais vitais dos socorristas – especialmente, dos bombeiros – e fornecer informação à cadeia de comando, possibilitando, dessa forma, uma melhor gestão e coordenação das equipas de socorro. O equipamento permite, ainda, medir a qualidade do ar, informação que pode ser usada no desenho dos modelos de propagação do fogo.

O projeto envolveu uma equipa multidisciplinar, que se dedicou, não só à criação da tecnologia de sensores capazes de detetar os níveis de stress e fadiga dos bombeiros, mas também ao desenvolvimento das infraestruturas TIC para a recolha e gestão da informação. A equipa criou, ainda, as redes ad hoc sem fios para a transmissão dos dados e o alojamento da informação em back-office, nomeadamente num servidor na nuvem. A este nível, refira-se que o IT teve como foco principal a conectividade entre cada bombeiro e o dispositivo de recolha de dados.

Depois de testada no caso dos incêndios florestais, na indústria do petróleo e no controlo do tráfego aéreo, a tecnologia encontra-se, agora, na fase de estudo de negócio, estando a equipa a trabalhar para identificar potenciais mercados onde esta poderá ser aplicada.

Comentários

comentários

Artigos relacionados