Kaspersky Lab apresenta novo curso online de cibersegurança para especialistas em TI

46% das empresas admitem não saber o suficiente sobre as ameaças de segurança de TI, não sendo, por isso, surpreendente a sua preocupação de se poderem tornar vítimas de ataques cibersegurança.

Versão para impressão
De acordo com o Relatório Económico de Segurança TI da Kaspersky Lab, uma em cada duas empresas está preocupada com a falta de conhecimentos de cibersegurança por parte dos seus colaboradores – o que pode originar incidentes de cibersegurança. Um dos fatores responsáveis por esta estatística perturbadora é a falta de conhecimentos básicos de especialistas de suporte de TI sobre ferramentas de segurança de informação. Afinal, são estes os primeiros a receber pedidos dos colaboradores quanto a problemas potencialmente associados com ciberameaças, quer sejam e-mails suspeitos ou o clássico “Ecrã Azul da Morte”. Para ajudar as empresas a fortalecer a sua primeira linha de defesa, a Kaspersky Lab apresentou o seu primeiro curso online dirigido a administradores e equipas de suporte TI.

O Cybersecurity for IT Teams Online é um curso prático por módulos com um programa interativo único que permite aos especialistas de TI adquirirem conhecimentos técnicos para reconhecer potenciais cenários de ataques, bem como dominar os procedimentos de recolha preliminar de informação sobre os incidentes para depois serem enviados para serviços de segurança de informação. O Cybersecurity for IT Teams Online foi criado em SCORM 1.2, integrado em sistemas de gestão de aprendizagem corporativos (LMS) com acesso à internet e inclui quatro módulos temáticos:

– Software malicioso

– Ficheiros e programas potencialmente indesejados (PuPs)

– Introdução à investigação

– Phishing e inteligência de open source

Cada módulo inclui um pequeno bloco teórico e entre 4 a 10 exercícios práticos. O novo curso irá ajudar especialistas de TI a aprender como usar ferramentas de segurança TI, como os serviços para análise detalhada de Process Hacker/Process Explorer no sistema, ferramentas para armazenar uma imagem do disco rígido e obter um memory dump (ex., FTK Imager), ou um enquadramento para reconhecimento de open source (ex., Recon-ng), entre outras. A abordagem recomendada pela Kaspersky Lab inclui o plano de curso com a duração de um ano, onde os participantes passam entre 45 a 60 minutos por semana no programa.

Ao fortalecer os seus conhecimentos no campo da segurança de informação, os especialistas de TI irão ajudar as suas empresas a melhorar a primeira linha de defesa, reduzir o número de ciberincidentes, aprender a reconhecer indicadores indiretos de ciberameaças, combater o phishing e, também, a detetar e bloquear atividades suspeitas na rede corporativa.

Comentários

comentários

Artigos relacionados