Lançamento do projeto AVA no Porto

O Doclisboa participa do projecto europeu AVA e leva uma selecção de filmes à Biblioteca Municipal Almeida Garrett, no Porto, e à Biblioteca de Marvila, em Lisboa, a partir do próximo dia 20 de junho.

Versão para impressão

Está a concretizar-se um projeto de videotecas digitais a nível europeu, lançado em 2017 por uma plataforma de divulgação de festivais. O acesso é feito de forma gratuita, através de computadores instalados em bibliotecas municipais das cidades do Porto e de Lisboa.

A sessão de apresentação do projeto decorre a norte, na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, no dia 20 de junho às 18h30, com a presença da co-directora do Doclisboa, Cíntia Gil, e é seguida do visionamento de “Todas as Cartas de Rimbaud”, de Edmundo Cordeiro, que também estará presente.

O filme, que teve estreia mundial no Doclisboa’17, foca a relação da filósofa e professora catedrática de estética Maria Filomena Molder com as cartas do poeta francês Arthur Rimbaud. Para além deste, 20 outros títulos da edição de 2017 do Doclisboa estarão disponíveis ao público de forma continuada.

O projecto AVA teve início com sete festivais de curtas-metragens europeus e a coordenação do Reelport que em 2018 alargou o convite a quatro festivais de documentário: Doclisboa, Jihlava, Beldocs e Sheffield.

O objetivo sempre foi levar o cinema às bibliotecas, dotando-as de novas oportunidades para os leitores, buscando novos públicos, e formas de ver e distribuir cinema. Esta atividade inscreve-se no trabalho de Projecto Educativo e Serviço Público que o Doclisboa desenvolve de forma continuada o ano inteiro, para além do Festival Internacional de Cinema que realiza todos os anos em outubro (e se repete entre os dias 18 e 28 de 2018).

Comentários

comentários

Artigos relacionados

Há uns anos faziam parte do imaginário de muitos, hoje em dia com uma utilização mais generalizada por parte de miúdos e graúdos, os Drones são um setor da aviação em rápida evolução.