Prémio Intermarché Produção Nacional

Alargado prazo de candidaturas até 24 de junho

Versão para impressão

 

Foi hoje alargado por mais uma semana o prazo final para as candidaturas ao Prémio Intermarché Produção Nacional, iniciativa que promove e premeia os produtores e a produção nacional, reconhecendo a importância da sustentabilidade e inovação na produção portuguesa e impulsionando o reconhecimento da produção nacional de qualidade.

Abertas dia 1 de maio, as candidaturas prolongam-se, assim, até dia 24 de junho (inclusive) e podem candidatar-se todos os produtores nacionais, em nome individual ou coletivo, cujos projetos sejam implementados em Portugal e se enquadrem em uma ou mais das quatro categorias contempladas:

  • Produção Primária;
  • Produtos Transformados;
  • Inovação;
  • Ideias com Potencial.

No site www.premiointermarche.pt pode ser consultado o regulamento e formalizada a candidatura.

Aos vencedores, o Intermarché assegura o escoamento dos seus produtos durante um ano, podendo as vendas decorrer localmente ou a nível nacional.

Adicionalmente, fruto de uma parceria com o Programa “Portugal Sou Eu”, os produtos que cumpram os requisitos técnicos e de inscrição neste Programa serão ainda reconhecidos com este selo identitário da produção nacional.

Vencedores conhecidos em setembro

As candidaturas serão avaliadas por um júri que irá atribuir prémios por cada categoria, estando o anúncio dos vencedores agendado para final de setembro. Constituem o Júri, para além do Intermarché, representantes dos parceiros envolvidos nesta iniciativa: APED – Associação Portuguesa das Empresas de Distribuição, CAP – Confederação dos Agricultores de Portugal, FMV – Faculdade de Medicina Veterinária, ISA – Instituto Superior de Agronomia e Quercus. Todo o processo de análise de candidaturas e de decisão de vencedores é auditado pela EY, parceiro auditor.

Além dos referidos parceiros, o Prémio Intermarché Produção Nacional conta com o apoio institucional do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Ministério do Ambiente, Ministério da Economia e Ministério do Mar.

O Prémio Intermarché e o Programa Origens

Este Prémio está integrado no Programa de Incentivo à Produção Nacional, conhecido por Programa Origens. Inicialmente designado por Programa AGRO, quando foi lançado em 1999, trata-se do mais antigo programa de aposta na sustentabilidade e desenvolvimento económico do país promovido por uma cadeia de distribuição alimentar. Através dele, o Intermarché procura garantir que os seus clientes tenham acesso a produtos genuinamente portugueses, de elevada qualidade e a preços baixos, estabelecendo para esse fim parcerias diretas com vários produtores locais.

As áreas de produção envolvidas no Programa Origens são as frutas, legumes, carne, peixe, queijo e charcutaria, com a sua produção anual global superior a 50.000 toneladas, de que resulta uma oferta de mais de 200 referências.

Presentemente, o Programa Origens envolve 170 produtores de todo o país, englobando uma área superior a 18.000 hectares. No total já envolveu mais de um milhão de euros de incentivos à produção nacional e cerca de 500 postos de trabalho permanentes. Estes números estão em permanente evolução, dada a forte e crescente adesão dos produtores nacionais.

Essa evolução está também traduzida na criação do subprograma Origens Premium, uma evolução natural do conceito de excelência dos frescos nacionais com o rótulo ‘Origens’. São produtos diferenciadores, com qualidade de excelência e para clientes mais exigentes, tendo sempre em conta o binómio “máxima qualidade ao melhor preço”.

Comentários

comentários

Artigos relacionados