Projeto do Politécnico de Leiria e da NERLEI promove relações com países da América Latina

O “Fórum Empresarial Região de Leiria” reúne, no próximo dia 17 de fevereiro, embaixadores e altos representantes de nove países da América Latina, para fomentar as relações académicas e económicas entre estes países e as empresas da região de Leiria.

Versão para impressão
O evento, promovido pelo Politécnico de Leiria, NERLEI – Associação Empresarial da Região de Leiria, Câmara Municipal de Leiria e Instituto para a Promoção e Desenvolvimento da América Latina (IPDAL), insere-se no projeto D2IN – Double Degrees para a Investigação, Inovação e Internacionalização das Indústrias da Região de Leiria, que pretende ter estudantes de mestrado do Politécnico de Leiria numa experiência em contexto internacional, em mercados-alvo de negócios do tecido empresarial da região.

O “Fórum Empresarial Região de Leiria” 2017 é dedicado à América Latina, reunindo representantes da Argentina, Brasil, Colômbia, Cuba, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana e Uruguai, para identificar oportunidades de parceria com estes países.

O projeto D2IN visa impulsionar o processo de internacionalização das empresas, adotando uma metodologia baseada em multicultural training experience, o que proporciona a formação de estudantes de mestrado em contexto internacional em mercados-alvo de negócios. Esta dinâmica permite ainda a integração de estudantes provenientes desses mercados em projetos investigação, projetos de inovação empresarial ou estágios.

Jorge Santos, presidente da NERLEI, refere que “receber os representantes de dez países da América Latina em Leiria para aprofundar as nossas ligações empresariais é para nós de máxima relevância. Fomentar as relações com os países latino-americanos possibilita-nos a transferência de conhecimento e tecnologia, a participação no desenvolvimento de projetos de investigação e serviços, além dos fatores multiculturais que beneficiam o ambiente de trabalho, tornando-o mais rico”.

Nuno Mangas, presidente do Politécnico de Leiria acrescenta que “com a mobilidade dos estudantes no âmbito do Double Degrees, as empresas portuguesas beneficiam de um ambiente multicultural, diminuem as barreiras à internacionalização, e têm um melhor conhecimento dos seus mercados-alvo. Por seu lado, os estudantes, portugueses e latino-americanos, funcionam como embaixadores para a internacionalização, o que promove a notoriedade do país, nomeadamente das empresas, regiões e instituições de ensino superior. Estes embaixadores, para além de profissionais altamente qualificados, serão facilitadores de negócios entre Portugal e os países da América Latina”.

Comentários

comentários

Premio Startup Montenegro 2017

Artigos relacionados