Mergulho e estadia envoltos em ambiente informal

Versão para impressão
por Inês Ruivo | Imagem PuraVida Divehouse

 

Desfrutar da natureza e saborear os mergulhos nas águas da região de Sagres, sempre num ambiente descontraído, é este o conceito do projeto PuraVida Divehouse. Num espaço comum, os hóspedes têm a possibilidade de aprender e partilhar as suas experiências. O projeto foi criado por dois amantes de mergulho, Cristóvão e Joana Catarino, ambos com vasta experiência internacional neste sector.

“A Divehouse foi criada para oferecer condições de alojamento e convívio​ em ambiente informal, confortável​ e​ sobretudo familiar​ associado ​a uma​ estrutura de centro e escola de mergulho totalmente equipada​ e preparada para oferecer formação e passeios guiados subaquáticos”, afirma Cristóvão Catarino.

O alojamento tem a capacidade de albergar até 34 pessoas, em regime de camarata, quartos privados ou estúdios. Cozinha, sala de convívio com audiovisuais e internet são comuns aos hóspedes e existem ainda áreas de descanso exterior. A maioria dos clientes tem idades entre os 20 e 45 anos e procura um local calmo para descontrair e descansar, bem como usufruir do contacto direto com a natureza através de atividades, como mergulho, canoagem e passeios de bicicleta. A PuraVida Divehouse possibilita também a outras escolas e instrutores a utilização das instalações a mergulhadores ou alunos para realizarem as suas atividades.

Nesta casa rústica, os hóspedes podem tomar o pequeno almoço no alpendre, voltado para o jardim onde está situado o centro de mergulho, enquanto assistem à preparação, por parte da equipa, dos equipamentos para as atividades programadas para esse dia.

Após os mergulhos da manhã, é frequente no regresso sentir-se o cheiro das sardinhas a assar, abrindo o apetite para o almoço. No final da tarde, para relaxar os músculos, podem optar pela participação nas sessões de Yoga ou simplesmente ficarem deitados nas camas de rede. Depois do jantar são mostradas as fotos e vídeos das aventuras e experiências diárias.

Um dos princípios do projeto é a preocupação com o meio ambiente, por isso apostaram no mergulho Eco-Diving, feito a partir do Kayak. Devido à proximidade dos locais de mergulho e da praia do Martinhal, o equipamento pode ser facilmente transportado sem ter de se recorrer a embarcações que utilizam combustíveis não renováveis. Sentado no Kayak, rema-se até ao local que pretende se mergulhar, acompanhado de um guia certificado. Pode aproveitar para disfrutar da fauna e flora que a região aufere e manter-se longe do barulho dos barcos e da poluição. Todavia, muitas vezes é necessário recorrer ao apoio de uma embarcação a motor.

“O fundo de pouca profundidade desta baía [Martinhal] e a sua composição, misto de fina areia branca e rocha relativamente plana com alguns relevos, sobre uma extensa área, e as águas cristalinas, garante aos curiosos iniciantes e também aos mais experientes do mergulho uma agradável sensação de mergulhar num recife. Habitado por largos cardumes de inúmeras espécies, cefalópodes e outros organismos marinhos que preenchem a superfície das pedras, este local é um autêntico jardim subaquático”, garante Cristóvão Catarino. “Sagres está rodeada por mar desde a costa oeste à costa sul, oferecendo inúmeros e distintos locais de mergulho que permitem, ao mergulhador, a visita a grutas, canyons, ilhas, naufrágios da I e II Guerra Mundial entre outros destroços arqueológicos.”

Existem diversos pacotes disponíveis, de acordo com a experiência e gosto de cada um. O cliente pode personalizar o seu pacote ou escolher um dos já existentes. Entre os cursos disponíveis estão: Open Water Diver (desenvolver as capacidades de mergulho e tornar-se mergulhador independente); Scuba Diver (obtenção de certificação); Scuba Review (para pessoas certificadas, mas que não praticam há algum tempo); Advanced Open Water Diver (continuação da formação com cinco mergulhadores certificados); e Cursos de Especialidade.

São diversas as especialidades disponíveis: Fotografia Subaquática Digital (aprender técnicas de fotografia para maximizar os resultados e otimizar o sistema de câmara); Noturno e Visibilidade Limitada (planeamento e condução de mergulhos noturnos e de visibilidade reduzida); Mergulho Profundo (fornece conhecimento, habilidade e experiência em mergulho profundo); Busca e Recuperação (aprender diferentes padrões de pesquisa em várias condições e técnicas para levantar objetos); Navegação (desenvolver uma compreensão da navegação); EAN Nitrox (aprendizagem sobre o ar enriquecido Nitrox); Flutuabilidade Perfeita (melhorar a posição de natação e reduzir o esforço para um menor consumo de ar); Mergulho em Naufrágios (mergulhos para explorar o passado); Mergulho com Fato Seco (ensinar a selecionar e usar corretamente o fato seco); Mergulhador de Resgate (prevenção de acidentes e como lidar com situação que poderão ocorrer); Rescue Diver (aumentar os conhecimentos e aprender a prevenir e gerir os problemas de mergulho); Divemaster (primeiro passo para se tornar um profissional, supervisionar atividades de mergulho e auxiliar os instrutores com os alunos).

Desde mergulhadores de primeira viagem a mergulhadores experientes, a Diverhouse apresenta formação adequada para todos. Os mergulhadores certificados poderão desfrutar de cada local de mergulho, sob a orientação dos guias. Disponibilizam viagens de mergulho semanais para os mais recentes navios afundados da marinha portuguesa, denominado projeto Ocean Revival.

Para quem queira descobrir qual a sensação de respirar debaixo de água, pode fazê-lo na Pura Vida Divehouse de forma gratuita. Esta formação é ideal antes de iniciar qualquer curso de mergulho. Feito em piscina ou águas confinadas, tem a duração de 30 minutos numa profundidade máxima de 2 metros.

“No futuro, vamos apostar no mergulho livre ou mergulho em Apnea​, a forma mais natural e antiga de o ser humano explorar o meio subaquático. As capacidades inatas do ser humano de retenção do ar (Apnea) desenvolvidas através de técnicas de respiração de Yoga ancestrais, podem dar a uma pessoa a possibilidade alcançar tempos de mergulho livre sem necessidade de equipamento de respiração artificial, bastante interessantes além da sensação de Paz e tranquilidade.”, refere Cristóvão Catarino. Irão também dispor de cursos em formato de retiro, de Apnea com aulas de Yoga e alimentação natural.

Quem queira aproveitar para um fim de semana romântico, a Diverhouse tem alojamento e batismo de mergulho a dois. Pode escolher uma suite romântica com quarto de casal e aproveitar durante a estadia para fazer um churrasco ou descansar nas camas de rede.  Para além do mergulho, poderá também dar passeios de kayak, de bicicleta ou a cavalo, fazer escalada, surf ou windsurf.

Comentários

comentários

Artigos relacionados