insights

Há uma nova tendência no que diz respeito aos espaços de trabalho e que cada vez mais é procurada pelas empresas sediadas em Portugal. No período de dez anos passou-se de escritórios fechados, compartimentados e hierarquizados para o conceito diametralmente oposto dos open spaces. Mas as entidades patronais procuram, agora, outras alternativas em que seja possível implementar áreas de trabalho especializadas, flexíveis, sem locais fixos e com ambientes tanto para atividades individuais, de grupo ou até de descanso.

O conhecido caso da Kodak, que já foi a referência em fotografia e que faliu em poucos anos por ter ignorado a fotografia digital, inventada por ela própria, é paradigmático da marcha inexorável da evolução e inovação tecnológicas suportando a transformação digital de todos os negócios e da sociedade.

Um novo relatório da Ericsson, denominado “Opportunities in 5G: The view from eight industries”, faz uma antevisão do impacto do 5G, a próxima geração de tecnologia móvel, em indústrias específicas. O estudo examina como as indústrias esperam aplicar o 5G, que utilizações específicas da nova tecnologia serão dominantes nas suas indústrias e que motivações estarão na base da migração para o 5G.