ipeople

O projeto de investigação nasceu no UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto, e hoje em dia, aquilo que poderia ser uma “ideia fechada numa gaveta” já está no mercado a ajudar produtores, gestores fabris e gerentes de grandes cadeias comerciais e supermercados a saberem qual o estado de conservação de qualquer produto alimentar que seja vendido ao consumidor final.

A tecnologia e a digitalização alteraram, não só o modo como vivemos, como trabalhamos, como comunicamos, mas também como nos relacionamos uns com os outros. Face a esta assunção, a pergunta que se coloca no imediato é: qual o impacto desta nova era digital nas relações sociais, sejam elas amorosas, familiares ou de amizade?

De acordo com o Digital Scoreboard da Comissão Europeia - que avalia o Índice de Digitalidade da Economia e da Sociedade (IDES) de 2016, Portugal tem de melhorar as competências digitais dos seus cidadãos (cerca de metade da população não tem competências digitais básicas). E como tal problema poderá ser mitigado para que o nosso capital humano possa participar ativamente na economia e na sociedade digital?