Smart Travel 2017

Dia 30 de novembro regressa o evento das pequenas Cidades Inteligentes aliadas ao Turismo Inteligente

Versão para impressão
A quarta edição do Smart Travel está a aproximar-se com muitas novidades que pretendem colocar ênfase no desenvolvimento económico, social e sustentável dos territórios de baixa densidade, sobretudo das pequenas cidades e regiões periféricas, através de alternativas inteligentes para o aproveitamento do potencial turístico.

Num momento em que, por todo o globo, a massificação e a pressão turística das grandes cidades e atrações famosas coloca desafios complexos às administrações públicas e, especialmente, aos governos locais e aos gestores de destinos e marcas, é fundamental pensar de que forma os destinos de pequena e média dimensão se podem constituir como uma alternativa e atrair, não grandes massas, mas o turista que valoriza a originalidade, a autenticidade a identidade de cada lugar. O turista que quer novas experiências, que consome sem culpas.

Smart Travel17 sempre com os melhores

Portugal irá receber um dos mais ativos especialistas mundiais em urbanismo e cidades. O Smart Travel17 é primeiro momento de uma ‘Tour’ em Portugal de Charles Wolfe

“Charles R. (Chuck) Wolfe revela uma perspectiva única sobre as cidades fruto da sua larga experiência enquanto escritor dedicado às causas urbanísticas e também enquanto advogado em Seattle, onde se focou no uso do espaço e nas leis ambientais.” (Amazon website).

Tem ajudado cidades em todo o mundo a encontrar formas de minimizar o esforço e sacrifício de garantir o futuro, honrando o passado e decidido de forma inteligente no presente.

Este ano o “SMART TRAVEL 2017 – INTELLIGENCE IS OUR DESTINATION” vai envolver Wolfe num processo experimental e desafio das entidades locais (empresas, instituições, residentes, técnicos e políticos) para demonstrar algumas das receitas que descreve no seu mais recente livro: “Seeing the Better City: How to Explore, Observe, and Improve Urban Space”. Para o autor é necessário “ir além da mera observação urbana, é preciso traduzir o que vemos e sentimos visualmente de forma a contribuirmos para novas politicas, projetos e regulamentos”.

Ainda segundo Wolfe, “os diários urbanos são uma ferramenta escalável ara aprender a ver e falar sobre o que gostamos e não gostamos. Vão além das meras palavras, além de fortalecerem a comunidade e não necessitarem de ter profissionais na liderança”, refere.

Depois de Bragança, Chuck Wolf vai passar ainda por mais três cidades em Portugal, entre as quais Lisboa e Porto promovendo assim uma nova visão teórica e prática sobre o futuro dos meios urbanos, as assimetrias regionais e a visão própria das populações e decisores políticos locais.

O painel de oradores este ano vai, uma vez mais, incluir não apenas peritos, consultores ou académicos mas, sobretudo, oradores com experiências concretas nas suas vidas e que podem servir de exemplo e inspiração para outros além da disponibilidade para trabalhar novos projetos, investimentos ou partilha de ideias e conhecimento.

A criatividade e o talento são dos temas mais presentes quando se fala da construção de cidades inteligentes. Um tema que será por Marina Ostrowski (Real Estate & Creative Industries), que vai revelar como associar as artes, design e cultura à construção e setor imobiliário, transformar espaços e torná-los atrativos para investidores e novos residentes, criando novas centralizações.

Dos Países Baixos vem Xander Bueno  (Empreendedor / Investidor), um investidor que está a inspirar toda a Holanda pela sua história de resiliência e perseverança na procura de um mundo mais sustentável e “eco friendly”. Lançou um dos hotéis mais famosos na Europa e no mundo pela utilização de técnicas e métodos disruptivos e que vai expandir para Portugal e para o resto do mundo.

E a grande novidade do Smart Travel17: a criatividade e o humor. Nada melhor para entender a inteligência das cidades, para transmitir ideias e conceitos do que o humor. Fernando Alvim, uma figura incontornável da nossa rádio, TV e escrita, tem sido uma presença constante no debate sobre esta temática, mostrando como a identidade regional, as particularidades que definem cada território, podem de forma criativa e humorística servir para planificar estratégias e fazer nascer novas ideias.

Para mais informações visite o site em www.smartravel.pt

Comentários

comentários

Artigos relacionados