Solução de prevenção de incêndios implementada em Cascais

Smart Forest foi um dos projetos vencedores do Big Smart Cities, concurso de empreendedorismo da Vodafone e da Ericsson

Versão para impressão

A start-up Smart Forest, solução que pretende prevenir incêndios, arrancou este fim-de-semana com um projeto piloto em Cascais, ao instalar cinco equipamentos na Quinta do Pisão. O acesso ao município de Cascais enquanto cidade experimental para start-ups ficou garantido depois de a Smart Forest ter sido eleita como uma das três ideias vencedoras da edição deste ano do Big Smart Cities, competição de empreendedorismo e inovação promovida pelo Vodafone Power Lab e pela Ericsson, e cuja final se realizou em julho.

Com a instalação de sensores IoT na Quinta do Pisão a Smart Forest vai recolher informações cruciais para a prevenção de incêndios, tais  como os níveis de dióxido de carbono, humidade, força e direção do vento. Depois de captados, estes dados são transmitidos pela rede móvel da Vodafone para um gateway que, através de um sistema de inteligência artificial, analisa e interpreta a informação, desencadeando alertas em caso de risco de incêndio.

A implementação do seu piloto em ambiente real é, por isso, essencial para que a Smart Forest consiga desenvolver o seu projeto, podendo vir a desempenhar um papel fundamental na prevenção de incêndios no futuro. Foi esse, aliás, o objetivo da 5.ª edição do Big Smart Cities ao acrescentar pela primeira vez este ano esta fase de experimentação. Cascais surgiu na linha da frente para se tornar o anfitrião desta experimentação, abrindo as portas do seu município para receber as mais variadas soluções smart das start-ups vencedoras desta competição.

Comentários

comentários

Artigos relacionados