Med Summit 2017

Start-up Kubo-Robot vence PITCH 2016 da Web Summit

Chegou ao fim mais uma edição do maior evento tecnológico do mundo, a Web Summit. A start-up dinamarquesa Kubo-Robot foi a vencedora do PITCH 2016 e quer colocar o robô no mercado já no próximo ano.

Acredita Portugal

Versão para impressão
As malas dos visitantes que rolavam pelos corredores da Feira Internacional de Lisboa (FIL), logo pela manhã, indiciavam que o fim da edição da Web Summit deste ano estava próximo. Depois de três dias repletos de conferências, meetings, reuniões, diversão e agitação, a feira despede-se por um ano.

À tarde foi conhecida a start-up vencedora do PITCH 2016: a Kubo Robot. A empresa dinamarquesa vai usar o prémio de 100 mil euros de investimento da sociedade de capital de risco pública Portugal Ventures, no processo de produção do robô, querendo colocá-lo no mercado em 2017.

O projeto consiste num robô educacional que quer ensinar programação a crianças, tendo começado como um protótipo do Laboratório de Tecnologia Social da Universidade da Dinamarca do Sul com o objetivo de desenvolver novas formas de ensinar tecnologia às crianças.

Tommy Otzen, CE30895818695_86c9c874f7_mO da empr30895822175_eb8b3e15d9_mesa, referiu que “na fase em que estamos agora, procuramos obter alguma publicidade e a razão pela qual queríamos chegar à Web Summit era construir relações em novos mercados e tentar entrar em contato com os media”.

O júri era composto por representantes da Aspect Ventures, da Baseline Ventures e da aceleradora Y Combinator.

Estavam cerca de 200 start-ups em competição e mais de 30 eram portuguesas. Dessas, três foram selecionadas para o PITCH final.

Além da vencedora Kubo Robot, disputaram o primeiro lugar a PapayaPods e a Soil Tron. A última foi fundada por um estudante de engenharia de 19 anos, que consegue extrair energia elétrica do solo e já tem o processo montado. O mentor do projeto, Wael Al Masri foi apoiado pela Gravity Cyprus Ventures.

Por sua vez, a PapayaPods promete melhorar o processo de aluguer de quartos e apartamentos, com a integração total online, libertando tempo e trabalho para os clientes, com a integração de pagamento – mas ainda não está finalizada, embora o site esteja disponível em versão beta desde abril.

Comentários

comentários

Premio Startup Montenegro 2017

Artigos relacionados