A Web Summit foi lançada ao final do dia de hoje com todos os empreendedores e representantes de start-ups nacionais a subirem ao palco do maior evento de tecnologia e empreendedorismo da Europa.

Versão para impressão
Após a divulgação de um vídeo em que se explicavam os motivos porque a capital portuguesa tinha sido escolhida para acolher uma nova edição da Web Summit, o anfitrião, Paddy Cosgrave, deu as boas-vindas aos que conseguiram entrar no Meo Arena a partir das 18h30, dando depois a palavra a António Costa.

O Primeiro-Ministro mostrou-se entusiasmado com o país “dinâmico e progressivo, aberto aos negócios” que temos visto nos últimos tempos e revelou que a Web Summit é a oportunidade para afirmar Portugal, abrindo portas a parceiros e a investidores.

Seguiu-se o painel intitulado New Realities que juntou Durão Barroso, ex-presidente da Comissão Europeia; Roberto Azevêdo, da World Trade Organization, e Mogens Lykketoft, Presidente das Nações Unidas. Sob orientação de Tom Nuttall, colunista no The Economist, os oradores debateram sobre a gestão de crises e sobre o futuro da União Europeia. Roberto Azevêdo afirmou ser necessário adotar a tecnologia e a inovação nos mercados.

dsc_0014Depois da sessão com o ator Joseph Gordon-Levitt, Paddy Cosgrave chamou os empreendedores Jaime Jorge, da Codacy, e Miguel Amaro, da Uniplaces, bem como João Vasconcelos. O secretário de estado da indústria referiu que costumava vir ao Meo Arena ver espetáculos de música, mas que hoje as “rockstars são empreendedores, engenheiros, cientistas, investigadores e engenheiros” de todo o país.

O fundador da Web Summit convidou todos os fundadores e representantes de start-ups a subirem ao palco e, com a presença de Fernando Medina, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, e com António Costa, foi feita a contagem decrescente para a abertura oficial da Web Summit 2016.

Tendo em conta que cerca de três mil participantes com bilhete não tiveram possibilidade de entrar no Meo Arena, preenchido com 15 mil pessoas, Paddy Cosgrave aconselhou a que a partir de amanhã, dia 8, todos viessem atempadamente para assistirem às sessões.

Comentários

comentários

Artigos relacionados