Alzheimer: Possibilidade de reversão

Investigadores do Centro Superior de Investigações Científicas (CSIC), em Espanha, descobriram uma forma de evitar a perda de memória na doença de Alzheimer.

Versão para impressão
Jose Antonio Esteban, do Centro de Biologia Molecular Severo Ochoa (CSIC-Universidade Autónoma de Madrid), que dirigiu a investigação, afirmou que “sabemos que as alterações na plasticidade sináptica dão lugar a dificuldades na formação de memórias”.

O estudo, publicado na revista Nature Neuroscience, identifica a proteína PTEN como responsável pela perda de plasticidade sináptica – um mecanismo fundamental de aprendizagem e memória. A descoberta ajudará a definir novas vias terapêuticas para este tipo de doenças mentais.

www.csic.es

Comentários

comentários

Artigos relacionados

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close