Arranca novo ano de formação na Siemens com jovens de todo o mundo

International Tech Apprenticeship@Siemens em Berlim tem alunos de Angola, Moçambique e Portugal

Versão para impressão

 

A Siemens reiniciou, este mês, o seu programa de formação profissional para cerca de 2.170 jovens, dos quais 1.530 serão formados para seguirem as suas carreiras na Siemens e 640 são oriundos de parceiros externos. Desde 2017, a Siemens passou a integrar em todos os seus programas de formação tópicos sobre digitalização, tais como análise e segurança de dados e desenvolvimento de software.

A 7ª edição do programa International Tech Apprenticeship@Siemens (ITA@S), por exemplo, conta com 27 jovens de 15 países diferentes, incluindo Angola, Moçambique e Portugal que vão receber formação durante 3,5 anos para serem, posteriormente, integrados nos quadros da empresa. São enviados para Berlim pelas empresas regionais da Siemens onde trabalham, para receber formação como engenheiros eletrónicos, industriais ou mecatrónicos. Este ano, são cerca de 106 os alunos que estão a receber formação em Berlim, ao abrigo do programa ITA@S da Siemens, 10 dos quais são provenientes de Angola, Moçambique e Portugal.

Pedro Pires de Miranda, Presidente Executivo da Siemens Portugal, diz: “a formação profissional tecnológica é um dos eixos fundamentais da actuação da Siemens, em todos os países onde a empresa desenvolve as suas actividades. Estamos empenhados em formar e capacitar os recursos humanos locais, em criar competências e em transferir conhecimento tecnológico, por forma a contribuir para o crescimento económico e desenvolvimento social desses países.”

Recorde-se que no passado mês de Agosto, durante a visita oficial à Alemanha, João Lourenço, Presidente da República de Angola, visitou o Centro de Formação Dual da Siemens, em Berlim, onde estudam alunos angolanos ao abrigo do programa ITA@S.

Com aproximadamente 11.400 aprendizes e participantes de programas de formação profissionalizantes, a Siemens afigura-se como uma das maiores e mais inovadoras empresas privadas de formação do mundo. No ano fiscal de 2017, a Siemens investiu mais de 240 milhões de euros na formação de jovens em todo o mundo.

Também em 2017, a Siemens em Portugal, Angola e Moçambique recebeu 119 estagiários profissionais, que desempenharam funções nas áreas da eletrónica, tecnologias de informação, automação, mecatrónica, finanças, gestão e administração, entre outras. Os programas de estágios que a Siemens desenvolve têm, por norma, uma taxa de empregabilidade que ronda os 80%, ou seja, a grande maioria dos estagiários acaba por ser integrada na organização.

Comentários

comentários

Artigos relacionados

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close