Aumento da produção de renovável nas Regiões Autónomas

Produção eólica e geotérmica foram as alterações mais significativas

Versão para impressão

A APREN, Associação de Energias Renováveis revela que no primeiro semestre de 2018, a produção de eletricidade de origem energia renovável aumentou em ambas as Regiões Autónomas, com um aumento de 37,3% para 41,3% na região dos Açores, e com um aumento de 33,2% para 38,6% na região da Madeira.

Em dados concretos, relativamente à Região Autónoma da Madeira, as fontes de energias renováveis representaram 38,6 % (161 GWh) e as fontes fósseis 61,4 % (258 GWh), enquanto no período homólogo do ano passado as tecnologias fósseis contribuíram com 66,8 % (276 GWh) e as renováveis 33,2 % (137 GWh).

Na Região Autónoma dos Açores os dados foram igualmente positivos. No primeiro semestre de 2017, o mix elétrico foi marcado por uma predominância das fontes fósseis (62,7 %, o que equivale a 241 GWh), e por sua vez, as renováveis contribuíram com 37,3 % da produção elétrica (144 GWh). Por sua vez, no primeiro semestre de 2018, apesar de existir uma predominância das fontes fósseis (58,7 %, 224 GWh), a melhoria foi significativa, sendo que as renováveis contribuíram com 41,3 % (158 GWh) da produção elétrica.

Estes dados, relativos aos primeiros semestres do ano de 2017 e de 2018, representam um aumento na produção de renováveis nestas regiões, comprovando mais uma vez que Portugal tem capacidade para reduzir a utilização de materiais fósseis

Comentários

comentários

Artigos relacionados

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close