Comissão Europeia premeia projeto português

eCO2Blocks usa CO2 na criação de blocos para a construção civil

Versão para impressão

 

O projeto português eCO2blocks venceu a final internacional do ClimateLaunchpad, a maior competição de ideias de negócio amigas do ambiente. A tecnologia pretende criar blocos para a construção civil com resíduos industriais, dióxido de carbono e água não potável.

A solução apresentada pela eCO2blocks reduz a utilização de recursos naturais, tem um processo de fabrico 10 vezes mais rápido e 45% mais barato relativamente à opção tradicional com cimento. A ideia, que resulta de um projeto de investigação da Universidade da Beira Interior, foi distinguida com o galardão “Sustainable Production Systems” no valor de cinco mil euros e foi a grande vencedora do ClimateLaunchpad, o que lhe valeu a entrada direta para o programa de aceleração do Climate KIC e um prémio monetário de 10 mil euros.

“Queremos tornar a indústria da construção civil mais sustentável e competitiva ao introduzir tecnologias que possibilitem produzir materiais de construção sem impacto no meio ambiente e com custos de produção reduzidos. E este prémio é um reconhecimento de que estamos no bom caminho e a nossa ideia de negócio tem bastante potencial. A curto prazo queremos finalizar os protótipos e iniciar a produção piloto dos blocos.” afirma Pedro Humbert, promotor do projeto.

O ClimateLaunchpad, uma iniciativa da Comissão Europeia, distingue ideias de negócio cleantech – relacionadas com energias renováveis, eficiência energética, agricultura, água, transportes e tecnologia industrial. Em Portugal, esta iniciativa internacional é  promovida pelo UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto  e pela SPI – Sociedade Portuguesa de Inovação.

Os prémios foram atribuídos na final internacional que decorreu no dia 2 de novembro, na Escócia. A representar Portugal estiveram, ainda, a CyanoCare, um polímero produzido por uma cianobactéria marinha aplicado a produtos cosméticos, e Spawnfoam, um recipiente moldável que pretende substituir as embalagens de plástico.

Comentários

comentários

Artigos relacionados

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close