EDP Open Innovation recebeu candidaturas de 34 países

Programa de empreendedorismo da EDP e do Expresso recebeu mais de 200 candidaturas

Versão para impressão

 

O EDP Open Innovation, projeto de aceleração que junta a EDP e o Expresso, está de regresso. A edição deste ano, que conta pela primeira vez com a Beta-i como parceiro de aceleração, recebeu 210 candidaturas, de 34 países diferentes.

Numa altura em que a inovação e a tecnologia desempenham um papel cada vez mais importante no setor energético, o programa da EDP e do Expresso está à procura de projetos inovadores que queiram fazer a diferença num mercado em mudança. O foco estará em startups dedicadas à inovação no campo da energia e às grandes tendências do setor: descarbonização, descentralização e digitalização.

As áreas mais representadas são as Energias Limpas, Inovação Digital, Soluções Focadas no Cliente, Redes Inteligentes e Armazenamento de Energia. Num olhar mais profundo, podemos perceber que 20% destas start-ups estão já na fase protótipo, sendo que 19% conseguem já gerar receitas, 8% estão em fase de produto sem clientes, e 4% ainda na fase de ideia.

O EDP Open Innovation, que vai na sua sétima edição, tem como objetivo desafiar os empreendedores a levarem os seus negócios ao próximo nível. Este prémio resulta da fusão entre o projeto Energia de Portugal e o ‘Prémio EDP Inovação’, que há uma década juntam a EDP e o Grupo Impresa, que em conjunto já atribuíram mais de meio milhão de euros a start-up inovadoras.

Encerrada que está a fase de inscrições, o júri irá escolher as dez melhores startups, que em outubro vão mudar-se de armas e bagagens para Lisboa. Aqui, terão a oportunidade de beneficiar de um intenso programa de aceleração, coorganizado pela EDP Starter e pela Beta-i.

“É uma história de sucesso que ao longo de seis edições já ajudou a acelerar as start-ups participantes e a dar-lhes ferramentas para crescerem. Prova disso mesmo é o interesse deste ano de equipas de 34 países, dos Estados Unidos à Macedónia, passando pela Nigéria, assim como das mais distintas áreas da inovação. Será uma sétima edição muito desafiante para todos”, explica Luís Manuel, Membro do Comité Executivo da EDP Inovação.

A melhor equipa será premiada com 50 mil euros, e os três primeiros lugares terão a oportunidade de estar presentes no Web Summit, o maior evento internacional de tecnologia e empreendedorismo.

“Para além do prémio financeiro e da ida à Web Summit, a maior montra mundial para estas startups, as equipas mais promissoras e que se enquadrem com a estratégia e com o negócio da EDP terão a oportunidade de entrar num ecossistema único em Portugal, com um espaço de cowork, mentoria e serviços transversais a Portugal, Espanha e Brasil. A EDP Starter tem contribuído para ligar as startups com mais potencial às utilities de energia mais inovadoras”, conclui o administrador da EDP Inovação.

Mais informação em http://www.edpstarter.com

Comentários

comentários

Artigos relacionados

O Nors Digital Disruptors é uma competição internacional entre start-ups na área da mobilidade, logística, fintech e customer experience que pretende encontrar as melhores soluções disruptivas nas principais áreas de atuação do grupo Nors.

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close