Físico Carlos Fiolhais é o vencedor do Grande Prémio Ciência Viva Montepio 2017

O investigador Carlos Fiolhais, a professora Isabel P. Martins e as jornalistas Filomena Naves e Teresa Firmino são os vencedores dos Prémios Ciência Viva Montepio 2017.

Versão para impressão
O Grande Prémio Ciência Viva Montepio distingue Carlos Fiolhais pela sua acção notável na promoção da cultura científica enquanto docente, investigador, autor e editor da prestigiada colecção “Ciência Aberta”, da Gradiva. Doutorado em Física Teórica, Carlos Fiolhais é professor catedrático da Universidade de Coimbra e diretor do RÓMULO Centro Ciência Viva.

O Prémio Ciência Viva Montepio Educação distingue a Professora Isabel P. Martins pelo seu trabalho de investigação e ensino e pela sua intervenção fundamental na educação em ciências no nosso país. Doutorada em Ciências da Educação/Didáctica das Ciência pela Universidade de Aveiro, investigou sobretudo o ensino de ciências nos primeiros anos e a formação de professores moderna, desenvolvendo formatos de trabalho com jovens alunos, recursos didácticos e ambientes de formação.

O Prémio Ciência Viva Montepio Media distingue as jornalistas Filomena Naves (Diário de Notícias) e Teresa Firmino (Jornal Público) pela cobertura regular que ao longo do seu percurso profissional têm feito, com grande rigor e clareza, sobre temas científicos de actualidade na comunicação social e em livros de grande circulação.

A cerimónia de entrega de prémios terá lugar a 24 de novembro, Dia Nacional da Cultura Científica, às 16.00, na Galeria da Biodiversidade – Centro Ciência Viva, situada na Casa Andresen, no Porto. Estará presente o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor.

Este evento, que marca a Semana da Ciência e da Tecnologia, será antecedido, às 14.30, pelo debate público “Ciência e pseudociência na Comunicação de Saúde”.

Os Prémios Ciência Viva Montepio são atribuídos anualmente pela Ciência Viva e pelo Montepio e distinguem personalidades e instituições que se destacaram pelo seu mérito excepcional na promoção da cultura científica em Portugal. Os premiados foram seleccionados pelos representantes das instituições de investigação científica que constituem a Agência Ciência Viva (ver lista em baixo).

Nos últimos cinco anos o Grande Prémio Ciência Viva Montepio distinguiu o editor Guilherme Valente, da Gradiva, o geólogo Galopim de Carvalho, o botânico Jorge Paiva, o físico Manuel Paiva e o patologista Sobrinho Simões.

Comentários

comentários

Artigos relacionados

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close