From Start-to-Table abre hoje as candidaturas

Já estão abertas as candidaturas ao programa de aceleração da Startup Lisboa com o apoio do Turismo de Portugal, para o setor da restauração. From Start-to-Table está à procura de projetos inovadores que atuem no ecossistema da restauração

Versão para impressão

 

Tem um negócio ou uma ideia revolucionária para o ecossistema da restauração?

From Start-to-Table vai selecionar projetos em duas grandes áreas do ecossistema da restauração:
• Conceitos de restauração inovadores
• Tecnologias que melhorem a experiência do cliente e/ou as operações dos restaurantes

As candidaturas decorrem até 30 de setembro no site do programa e estão abertas para projetos do mundo inteiro com menos de 2 anos de existência. As startups inscritas vão ser sujeitas a uma sessão de júri de onde sairão os 20 projetos finalistas que participam no programa de aceleração: 10 projetos de âmbito tecnológico e 10 projetos de âmbito não tecnológico. Ao longo de 9 semanas, os empreendedores terão oportunidade de trabalhar na prototipagem e validação do seu produto, ter acesso a uma vasta rede de mentores das mais diversas áreas necessárias ao desenvolvimento do negócio, a especialistas e investidores do ecossistema e ainda a vantagens e serviços oferecidos por parceiros.

Enquanto Innovation Partner do programa, a Delta Cafés trará várias vantagens aos participantes, nomeadamente a sua experiência e inovação no sector da restauração, o apoio na prototipagem de tecnologias em contexto real e o acesso a uma vasta rede de clientes e parceiros da marca

“Este programa de aceleração é uma ótima oportunidade para potenciarmos a inovação e a modernização do setor da restauração. O apoio às startups tem sido uma das nossas prioridades – desde 2017 apoiámos programas de aceleração envolvendo 600 startups e levámos 60 a feiras internacionais de turismo, porque é fundamental que tenhamos uma oferta diferenciada, antecipando os desafios do futuro do Turismo. É também isso que faz com sejamos um destino #cantskip e um case study a nível mundial.” refere Ana Mendes Godinho, Secretária de Estado do Turismo.

No final do programa vão ser selecionados 2 projetos vencedores – um na vertente tecnológica e outro na vertente não tecnológica – que irão receber um prémio monetário de €10.000 cada, com vista ao desenvolvimento e implementação dos mesmos. Outra vantagem é a entrada direta para incubação na Startup Lisboa.

Comentários

comentários

Artigos relacionados

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close