Londres lidera o ranking dos maiores clusters tecnológicos

A cidade do Porto faz parte dos clusters em crescimento.

Versão para impressão

 

Londres lidera o ranking dos maiores clusters de tecnologia na região EMEA, de acordo com um estudo da CBRE, consultora imobiliária a nível mundial. Neste estudo a cidade do Porto faz parte dos clusters em crescimento, com o emprego no sector tecnológico a crescer a dois dígitos desde 2010 e com previsão de crescimento neste indicador nos próximos 5 anos.

O estudo EMEA Tech Cities: Opportunities in Technology Hotspots, publicado recentemente, fornece informação a ocupantes e investidores, que lhes permite avaliarem as caraterísticas dos clusters tecnológicos em termos económicos, de arrendamento e de emprego a nível regional e municipal. A análise identifica quatro categorias distintas de clusters de tecnologia na região EMEA, com base no nível, concentração e crescimento do emprego no setor tecnológico. Esta abordagem reflete o facto dos clusters de tecnologia serem muito diversos na sua estrutura, custos e atração para subsetores especializados de tecnologia.

O ranking liderado por Londres, abrange capitais e centros financeiros com mais de 70.000 pessoas empregadas em tecnologia. A posição de destaque de Londres neste ranking diz respeito à capacidade da cidade para atrair jovens talentos da geração millennial. As oportunidades de emprego no sector das tecnologias da informação e das comunicações (TIC) aumentou 20% desde 2008, com a proporção de emprego nas TIC a ser praticamente duas vezes e meia superior à média da União Europeia. Londres tem um forte mix de subsetores, sem que uma única atividade domine as oportunidades de emprego, refletindo a posição da cidade como um dos principais centros de tecnologia do mundo.

Comentários

comentários

Artigos relacionados

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close