Siemens lança nova versão do SIMATIC PCS 7 no mercado português 

Maior flexibilidade, comodidade e tecnologia preparada para o futuro é o que promete a nova versão

Versão para impressão

A Siemens dá mais um passo no sentido de ajudar as indústrias de processo nacionais na sua revolução digital. A empresa acaba de lançar no mercado a Versão 9.0 do seu sistema de controlo de processos SIMATIC PCS 7.

Esta versão vem permitir arquiteturas de campo ainda mais flexíveis e inovadoras através da possibilidade de redes  redundantes em Profinet, duas novas linhas para aquisição de I/O[1] distribuídas para uma maior digitalização até ao nível de campo, bem como novas funcionalidades e inovações ao nível de software.

Os benefícios para os operadores das unidades fabris traduzem-se em maior flexibilidade, comodidade, nova tecnologia preparada para o futuro e ampla compatibilidade com as instalações preexistentes.

“As exigências em termos de flexibilidade, escalabilidade, disponibilidade e segurança das unidades fabris nas indústrias de processo não param de crescer. Considerando que o ciclo de vida útil previsto para unidades de produção é de aproximadamente 30 anos, estarem preparadas para o futuro e para a proteção do investimento são aspetos de vital importância”, disse António Mira, diretor para a Indústria da Siemens Portugal.

Ao suportar Profinet, o protocolo de comunicação standard , esta nova versão permite a adaptação a requisitos futuros das indústrias de processo. A norma oferece comunicação eficiente em tempo real, padrões abertos para o desenvolvimento de redes de automação padronizadas, comunicação orientada para a segurança, bem como estruturas de redes flexíveis e  escalonáveis. A digitalização bem-sucedida depende largamente de uma comunicação fiável até ao nível de campo.

Quanto ao hardware, a nova unidade de aquisição de sinais remotos, ET200SP HA, não obstante o seu design compacto com elevada economia de espaço, foi projetada para a obtenção de uma elevada disponibilidade sendo as indústrias de processo o seu principal destino, podendo ser instalada até zona Ex2. O seu revestimento protetor (protective coating) permite a operação de -40 a +70ºC, em muitos casos, sem a necessidade de refrigeração adicional. O número de módulos por estação foi aumentado de 12 para 56, o que corresponde a quase 900 sinais I/O em vez dos 96 anteriores (utilizando módulos de 8 canais cada).

Outro benefício é a sua estrutura totalmente modular e flexível, permitindo que os módulos possam ser comodamente substituídos em pleno funcionamento, hot swapping, um processo conhecido por “change run” ou “troca a quente”. As estações ET200SP HA podem ser expandidas em qualquer momento de uma forma simples e rápida, tal como os seus blocos de terminais uniformes permitem obter armários de controlo com uma estrutura estandardizada. Desta forma é possível reduzir os custos planeamento, montagem e instalação.

A nova Simatic Compact Field Unit (CFU) vem abrir novas perspetivas para a integração de dispositivos de campo. A sua ligação em Profinet vem ultrapassar as restrições dos conceitos convencionais dos I/O no campo, na medida em que proporciona uma descentralização consistente aliada a estruturas flexíveis.

Por exemplo, quando houver necessidade de conectar um novo dispositivo inteligente de campo, o Simatic CFU inicializa o dispositivo conectado automaticamente e integra-o rápida e facilmente no sistema de controlo de processos. O Simatic CFU está idealmente adaptado aos requisitos das indústrias de processo e é um exemplo impressionante da digitalização ao nível do campo.

A versão 9.0 do SIMATIC PCS 7 também oferece amplas inovações de software que proporcionam maior produtividade e flexibilidade aos operadores de unidades fabris e respetivo pessoal de manutenção. Entre estas destaca-se o comissionamento e a gestão ainda mais eficiente de dispositivos de campo com a possibilidade de recurso à tecnologia móvel utilizando o Simatic PDM (Process Device Manager). Esta ferramenta universal permite a engenharia, parametrização, comissionamento, diagnóstico e manutenção de dispositivos de campo inteligentes e componentes de campo oferecendo um amplo suporte para Profinet.

software Simatic Batch passou a incluir novas funções que oferecem ainda maior flexibilidade na engenharia e conceção de processos de produção em lotes. As melhorias também incluem um suporte mais amplo para clientes  web (Web clients), sendo que agora também podem ser utilizados para Simatic Batch.

Para simplificar a administração e gestão dos componentes de hardware e software instalados, o Simatic Management Console foi igualmente atualizado para V9.0.

Mais novidades ou informações em www.siemens.com/pcs7

Comentários

comentários

Artigos relacionados

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close