Med Summit 2017

Beta-i apoia novo e ambicioso acelerador pan-europeu de dados

4.8 milhões de euros vão financiar diretamente as start-ups e PME ao longo dos próximos três anos

Acredita Portugal

Versão para impressão
A Beta-i, em parceria com a Comissão Europeia, anunciou o seu envolvimento no programa ‘Data Pitch’, ambicioso projeto pan-europeu que vai garantir financiamento a 50 start-ups e Pequenas e Médias Empresas (PME), e permitir que start-ups e empresas já estabelecidas descodifiquem em conjunto os desafios do futuro através do tratamento de dados.

O ‘Data Pitch’ vai permitir que start-ups e PME europeias tenham acesso a condições de apoio de topo, incluindo mais de 100 mil euros de financiamento, mentoria de especialistas, oportunidades de investimento, bem como acesso a dados gerados por várias grandes empresas e pelo setor público. O projeto a três anos vai ser coordenado pela Beta-i, em conjunto com a Universidade de Southampton, o Open Data Institute e a plataforma francesa de dados Dawex. A iniciativa será fundada pelo programa de pesquisa e inovação Horizonte 2020, da União Europeia.

O ‘Data Pitch’ também está a recrutar empresas e outras organizações que queiram partilhar os seus dados via um novo e seguro laboratório de inovação, baseado na Universidade de Southampton. Estas empresas vão também ajudar a definir os desafios, em conjunto com a equipa interna do ‘Data Pitch’, com o auxílio de um largo número de peritos de várias indústrias, incluindo agricultura e saúde.

As start-ups e PME vão poder candidatar-se a uma vaga no ‘Data Pitch’ a partir do dia 1 de julho de 2017. O processo de seleção das start-ups estende-se depois de outubro a novembro de 2017 e a primeira colheita arranca em dezembro. Cada start-up ficará depois no programa por seis meses.

Elena Simperl, Professora da Universidade de Southampton e Diretora de Projeto do Data Pitch defende que “o ‘Data Pitch’ vai criar um ecossistema Europeu para a inovação com base em dados. Nesta era digital, toda e qualquer organização, pública ou privada, grande ou pequena, gera e controla uma quantidade substancial de dados. Mas nem todos conseguem usar esses dados de forma efectiva. Com o ‘Data Pitch’ vamos recorrer a um modelo já testado de inovação aberta e aplica-lo a uma escala europeia, associando algumas das mentes empresariais mais criativas em 28 países, enquanto os ajudamos a resolver desafios concretos que tenham impacto na economia, ambiente, ciência, e que sejam relevantes para a sociedade em geral”.

Para mais informação ir a: www.datapitch.eu

Comentários

comentários

Premio Startup Montenegro 2017

Artigos relacionados