Novas regras de proteção de dados

Regulamento introduz grandes transformações na forma como as empresas devem tratar dados pessoais dos clientes e prevê multas elevadas caso regras não sejam cumpridas

Versão para impressão
Esclarecer e ajudar as empresas e instituições a adaptarem-se às alterações introduzidas pelo Novo Regulamento de Proteção de Dados é o principal objetivo de um conjunto de seminários que a F3M vai realizar, até ao final do ano, em várias cidades portuguesas. Com esta iniciativa, próxima das entidades, a empresa quer contribuir para um maior esclarecimento dos profissionais e ajudar a esbater eventuais dúvidas ou questões relacionadas com este novo quadro normativo, em vigor já no próximo ano.

Destinadas a dirigentes, gestores e colaboradores, estas ações visam sobretudo alertar para a importância do tema e para a necessidade de adequação das empresas e das instituições a esta nova realidade, que terá impacto a vários níveis, nomeadamente no âmbito da organização administrativa e processual e tratamento de dados pessoais, aos quais o acesso será agora e cada vez mais restrito. Estas mudanças vão implicar também, em muitos casos, a atualização de softwares e a mudança de estratégias e atitudes.

Filipe Cruz, Training Manager da F3M, sublinha que “é preciso estar preparado e que não se pode descurar esta situação, porque a partir de 25 de maio as coimas serão elevadíssimas para quem não cumprir. Cada um de nós, nas entidades onde trabalhamos, devemo-nos precaver, prevenir, e tomar todas as medidas de forma a que os dados pessoais com que trabalhamos sejam protegidos e não estejam acessíveis a olhares indiscretos e alheios”.
Os primeiros seminários acontecem em Santarém, Coimbra, Porto, Évora e Braga, mas estão previstos eventos de esclarecimento em outros locais do país, com datas a agendar.

Recorde-se que o Novo Regulamento Geral de Proteção de Dados entra em vigor a 25 de maio de 2018 e vem substituir a atual diretiva 95/46/CE relativa à proteção das pessoas singulares, no que diz respeito ao tratamento de dados pessoais e à livre circulação desses mesmos dados. Entre as várias alterações está a obrigatoriedade do registo de todas as operações de dados pessoais e o agravamento considerável de multas aplicadas em caso de incumprimento.

Enquanto parceiro tecnológico, em vários mercados, a F3M quer ajudar as empresas e instituições a não correrem riscos e a prepararem-se, de uma forma correta e orientada, para as mudanças significativas que se avizinham. Refira-se que a tecnológica dispõe também de um serviço de consultoria que pretende acima de tudo apoiar, clientes e parceiros, na adoção das regras necessárias para o cumprimento das disposições impostas no documento.
A F3M é uma empresa certificada como entidade formadora pela DGERT, da qual parte o Training Centre lançado em 2011, e a empresa mãe de um Grupo de cinco companhias, duas das quais sedeadas em Portugal – a Dot Pro e a Megalentejo – e duas internacionais – a F3M Angola e a F3M Moçambique.

Vocacionada para o desenvolvimento e implementação de software à medida para mercados específicos, a F3M é líder no setor da Economia Social e das Óticas. É ainda um parceiro de referência na implementação de soluções e infraestrutura tecnológica.

Seminários já agendados:
Santarém – 14 de novembro
Coimbra – 17 de novembro
Porto – 24 de novembro
Évora – 6 de dezembro
Braga – 13 de dezembro

Comentários

comentários

Artigos relacionados