Porta inteligente para veículos

Sem puxador, sem chave: abertura de porta sem contacto permite liberdade de design e mais conforto

Versão para impressão
A condução automatizada e as soluções de mobilidade, como a partilha de carros e serviços de frotas, necessitam de sistemas inovadores de acesso aos veículos, já que as chaves normais deixarão de ser adequadas para os conceitos de mobilidade do futuro.

É por isso que a Continental expandiu a sua solução Smart Access que permite aceder de forma prática ao veículo, oferecendo aos condutores um pacote completo de serviços. Com a nova solução de desbloqueio de emergência da empresa tecnológica, os utilizadores conseguem aceder ao veículo mesmo que a bateria esteja descarregada – e podem fazê-lo de forma completamente digital, sem recorrer à chave mecânica de emergência. Em combinação com o sistema Smart Access da Continental, toda a porta é inteligente, o que significa que abre e fecha de forma inteligente.

“A porta inteligente é um marco importante na tecnologia de acesso, já que, pela primeira vez, podemos oferecer aos utilizadores um pacote completo que funciona sem usar as mãos e de forma digital, capaz de desbloquear o carro,  abrir a porta ou de ligar o motor. Com este sistema, permitimos uma experiência de condução ainda mais cómoda e segura, dando aos fabricantes maior liberdade em termos de design”, explica Andreas Wolf, Diretor de Unidade de Negócios Body & Security na Continental.

Acesso ao veículo, mesmo quando a bateria está descarregada, graças à chave digital 

Até agora, quando a bateria do automóvel estava descarregada, os condutores tinham de recorrer à chave de emergência mecânica e ao bloqueio manual da porta para entrarem no veículo e para abrirem o capot. A tecnologia de desbloqueio de emergência da Continental fará com que, no futuro, tal seja desnecessário. Isto é possível pela utilização de energia guardada na unidade de controlo da porta, que é suficiente para permitir que esta seja aberta mais uma vez.

Este sistema automático de desbloqueio de emergência é ativado por meio da tecnologia NFC, como o smartphone, que transmite o sinal depois de uma verificação de segurança efetuada com sucesso e ativa automaticamente o processo de desbloqueio da porta. Isto significa mais comodidade para os utilizadores, já que não necessitam de uma chave mecânica, mesmo em caso de emergência.

Também dá mais liberdade de design aos fabricantes de automóveis, já que não precisam de criar uma chave normal e podem prescindir do bloqueio de emergência na porta. Em combinação com a abertura automática de portas, até o próprio puxador de torna obsoleto, o que oferece mais opções para o design exterior, melhorando simultaneamente a resistência aerodinâmica do veículo.

Para garantir que não só o bloqueio de emergência, mas também o puxador da porta se tornam supérfluos, a Continental integrou uma função de assistência na porta inteligente. “As portas controladas eletronicamente permitem um funcionamento cómodo e sem utilização das mãos. Os nossos algoritmos de segurança e de controlo garantem que pode abrir e fechar a porta do veículo de forma segura e fácil”, explica Wolf.

Como funcionam o Smart Access e a chave virtual 

O Smart Access permite o acesso ao veículo através do smartphone. O sistema centra-se na chave virtual. Esta chave, que consiste num registo de dados inviolável, só obtém acesso após uma autenticação única e bem-sucedida no back-end, que é enviada para o smartphone através de uma interface wireless. A restante comunicação decorre exclusivamente entre o smartphone e o veículo.

Para tal, o sistema utiliza módulos Bluetooth Low Energy (BLE) ou transmissores NFC localizados no veículo para permitir que o telemóvel autorizado seja localizado tanto a partir do interior como do exterior. Assim que a chave virtual autorizada é detetada, o sistema dá permissão para abrir a viatura e ligar o motor. Assim, deixa de ser necessária uma chave mecânica.

A Continental apresentará a porta inteligente no International Motor Show Germany (IAA) em Frankfurt am Main, em setembro.

Comentários

comentários

Artigos relacionados